Posts Sinterpa

Extensionistas do Centro-Oeste debatem Ater com dirigentes e autoridades


Autoridades, dirigentes e técnicos extensionistas discutiram os rumos da assistência técnica e da extensão rural durante o seminário "A Ater que queremos e o Brasil precisa ", realizado em Goiânia, nesta segunda (10). Tendo como foco a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), foram abordadas as realidades regionais, a integração do sistema, um novo modelo de assessoramento técnico feito pelos extensionistas, o protagonismo dos agricultores, entre outros assuntos.

Argileu Martins, presidente da Asbraer, falou sobre a parceria entre a Asbraer e a Frente de Ater. Sobre a importância do meio rural para a economia e a necessidade de se dar mais visibilidade à importância do meio rural. “Temos que falar ao mundo sobre a importância das nossas ações”, defendeu.

O presidente também falou sobre a inovação que tem que ser gerada pelas Emateres, sobre as diferentes realidades, a necessidade de formação continuada, a atualização tecnológica, os desafios institucionais e políticos, além da importância de conhecer a legislação já criada. “Precisamos ser conhecidos e compreendidos como entidades de educação, pois trabalhamos com conhecimento”, disse Martins.

Para o Deputado Ezequiel Fonseca a mobilização capitaneada pela Frente Parlamentar de Ater acontece num momento muito importante. “A Assistência Técnica e Extensão Rural passa por um momento de dificuldade, no Mato Grosso em especial tem havido, há mais de 15 anos o desmonte dessa classe tão importante para os agricultores, por isso precisamos de parceiros fortes como Asbraer para discutir isso e achar soluções para o setor”, disse.

Já o deputado Zé Silva (SO-MG) destacou a importância do diálogo. “Espero que tenhamos uma construção coletiva, ouvindo os estudantes, os extencionistas, os agricultores, a academia, para a Anater ser efetivamente a grande propulsora do desenvolvimento da agricultura brasileira com a universalização desse serviço”, ressaltou.

“Fica claro que o trabalho a ser desenvolvido vai depender de cada região, que vai ter o seu enfoque. Mas para mim está claro que precisa haver mudança. É preciso aliar o serviço público e o privado. Achar alternativas. Essa discussão é um começo, mas nos deixa muito animados”, avaliou o deputado Roberto Balestra (PP-GO).

Seminários Regionais - Com o tema “A Ater que queremos e o Brasil precisa”, o objetivo da Frente é mobilizar gestores, profissionais do setor, lideranças políticas e de organizações rurais, técnicos e militantes de organizações de trabalhadores da Ater, acadêmicos e estudiosos, para consolidar informações e formular um acervo de propostas, ações e diretrizes que conduzam a uma reestruturação do sistema de Ater do Brasil.

Em Goiânia, foram elencados 28 temas com ações para dar mais robustez ao serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural. Eles entraram numa lista de onde sairá dez proposições a serem estabelecidas para a Ater, a pós a realização de todos os seminários regionais. O próximo acontecerá em Porto Velho (RO) em 14 de setembro.

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W
Posts Recentes