Ruraltins apresenta caso de sucesso na implantação de sistemas de produção sustentáveis

26.08.2015

 

O produtor de leite Gilsimar Barros, em Paraíso do Tocantins (TO), é um dos agricultores assistidos pelo Ruraltins. Sentido a necessidade de melhorar a produção e servir de exemplo para outros agricultores, resolveu investir no sistema integração lavoura-pecuária, e, assim, também recuperar a área degradada da propriedade dele. Barros procurou a assistência técnica do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e, a partir daí, viu a produtividade aumentar, alcançando a média de 15 litros de leite/dia, por animal.

“A gente agrega muito valor. Eu me informei e tive a sensibilidade de ouvir um técnico, temos que valorizar hoje a assistência técnica. Vale a pena. Porque você minimiza a área e maximiza a produção. Sem assistência técnica não saímos do lugar”, avaliou o produtor.

Este é mais um caso que demonstra que a produção sustentável aliada à preservação do meio ambiente é uma alternativa que pode ser adotada com sucesso na agricultura familiar. A ação faz parte do Projeto ABC Cerrado. A Ruraltins, além das orientações técnicas para implantação do sistema produtivo sustentável, também presta orientação para que os produtores rurais consigam crédito para financiar a transição do cultivo ou criação tradicional para o sistema agroecológico.

 

Projeto ABC Cerrado

O Projeto ABC Cerrado pretende incentivar e difundir a adoção de práticas sustentáveis para a redução das emissões de gases de efeito estufa e sensibilizar o produtor para que invista na sua propriedade de forma a ter retorno econômico mantendo o meio ambiente preservado.

O projeto vai atender oito Estados do Bioma Cerrado (Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Bahia, Piauí, Minas Gerais e o Distrito Federal), num período de três anos, com a promoção de quatro processos tecnológicos: recuperação de pastagens degradadas, integração lavoura-pecuária-floresta, sistema de plantio direto e florestas plantadas.

Os recursos para a execução do projeto vieram do Programa de Investimentos em Florestas, via Banco Mundial, que doou US$ 10,6 milhões. Ao todo, 12 mil produtores rurais vão receber capacitação e, desse total, mais de 1,5 mil propriedades – nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Mato Grosso do Sul – receberão assistência técnica.

Esses estabelecimentos terão o compromisso de executar uma das tecnologias aprendidas que serão transformadas em casos de estudo e vitrines tecnológicas.​

 

Com informações da Ruraltins

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W

Posts Sinterpa