Posts Sinterpa

22 mil famílias serão beneficiadas com titulação de assentamentos em MS


Pelo menos 22 mil famílias assentadas da reforma agrária em Mato Grosso do Sul devem ser beneficiadas com a titulação definitiva dos lotes que possuem. A afirmação é do governador Reinaldo Azambuja, que assinou termo de cooperação com o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Leonardo Góes da Silva, para agilizar os processos de reformulação fundiária no Estado.


“São pessoas que têm história enorme de luta para ter acesso a terra. São pequenos produtores, muitos deles proprietários de fato, mas não de direito. Isso porque não têm titulo dos lotes”, disse o governador durante a assinatura do termo de cooperação, em evento realizado na governadoria. “Nossa luta enquanto governo é de avançarmos a titulação para legalizar esses produtores”, pontuou Reinaldo.


No Estado, são 204 projetos de assentamento (PA’s) atendidos pela Incra, com cerca de 29 mil famílias. Segundo a Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), parte desses lotes está em fase de consolidação, outra caminha para a emancipação.


A parceria entre o Governo do Estado e o Incra, para agilizar os processos de reforma agrária em Mato Grosso do Sul, prevê a designação de servidores da Sepaf e da Agência Estadual Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) para atuação junto do Incra em vistorias, avaliações de imóveis e até mesmo em questões ambientais.


“O convênio significa um grande avanço para os agricultores familiares sul-mato-grossenses, pois muitos ainda aguardam serviços como assistência técnica. Nossa meta é alavancar a produção e com isso reverte o quadro de importação de alimentos para que nosso estado seja o mais autônomo possível na produção”, explicou o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini.


Após a titulação e posse definitiva dos lotes, as famílias beneficiárias da reforma agrária entrarão em um novo patamar. Elas deixarão a condição de assentadas e se transformarão em pequenos produtores da agricultura familiar. Nesse contexto, o governador destacou que a Agraer desenvolve um extenso trabalho de assistência técnica que colabora com o desenvolvimento econômico das famílias.


Para o presidente do Sinterpa, Edimilson Volpe, é gratificante o governo do Estado reconhecer a importância da assistência dos profissionais da Agraer junto aos agricultores familiares: “Mesmo com os profissionais atuando em condições não ideais, mostra a necessidade da instituição no campo, junto a esse público que geralmente só era contemplado nas estatísticas em épocas de governos descomprometidos”, ressaltou.


Por: Assessoria de Comunicação do Sinterpa (com informações do governo de MS)


Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W
Posts Recentes