Posts Sinterpa

Fórum dos Servidores se reúne com deputado Carlos Marun


Nesta sexta-feira, dia 3, os sindicatos que compõem o Fórum dos Servidores de MS se reuniram com o deputado federal Carlos Marun, presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.


Muitos dos sindicalistas questionaram as justificativas do Governo Federal ao defender a reforma, dentre elas, a alegação do déficit da previdência. Alguns chegaram a cobrar uma auditoria nas contas da União. Os dirigentes sindicais também cobraram a ausência de discussão em torno do projeto que pode ter defeitos danosos a todos os trabalhadores.


O presidente do Sinterpa, Edimilson Volpe, questionou alguns pontos de forma enfática: 65 anos para a aposentadoria de trabalhadores rurais; 49 anos de contribuição para a aposentadoria integral; o governo federal tentar jogar a crise na conta dos trabalhadores enquanto comporta-se de forma totalmente servil ao Sistema Financeiro e aos interesses internacionais. O sindicato invocou o passado trabalhista do deputado Marun para que se sensibilizasse a contribuir na luta contra a perda de direitos dos trabalhadores, aos invés de ser mais um opressor.


O presidente do Sinterpa questionou ainda o comportamento do deputado ao solicitar que o governo federal, por meio da Advocacia Geral da União, calasse a foz dos auditores federais que apresentam cálculos robustos mostrando que o déficit do Sistema Previdenciário é uma farsa. Para Edimilson, "se isso de fato aconteceu nós repudiamos veementemente esse comportamento autoritário, típico de um Estado de exceção".

No entanto, o deputado negou que tivesse feito essa solicitação, atribuindo a versão a "intrigas da internet". Os sindicalistas presentes, no entanto, mostraram que essa "intriga" fora noticiado no site de notícias G1, da Globo, e solicitaram ao deputado que negasse publicamente tal comportamento autoritário e antidemocrático.


O Fórum entregou ao deputado um ofício com as reivindicações das categorias e também em que manifesta posição contrária a aprovação da PEC 287. Sem discussão com a sociedade civil, a medida pretende igualar a idade mínima de 65 anos entre homens e mulheres e estabelece 49 anos de contribuição para o recebimento da aposentadoria integral. O deputado recebeu todos os questionamentos documentados e disse que vai avaliar todos os pontos com a Comissão Especial. Mas caso a Reforma da Previdência continue em tramitação no Congresso sem alteração, o Fórum dos Servidores vai promover uma série de mobilizações aqui no Estado.


O Fórum dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul é integrado por sindicatos e associações, entre eles o Sinterpa, e representa mais de 45 mil trabalhadores estaduais.

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W
Posts Recentes