Servidores públicos fazem manifesto na Assembleia contra “reajuste zero”

Representantes das diversas categorias do funcionalismo público estadual, entre eles do Sinterpa, lotaram o plenário da Assembleia Legislativa, durante a sessão dessa terça-feira (dia 6). Eles protestaram e criticaram o chamado “reajuste zero” anunciado pelo governo do Estado. Grande parte dos servidores está há três anos sem aumento salarial.

 

A sessão foi marcada por vaias e houve tumulto e bate-boca entre os deputados estaduais da base aliada do Executivo e da oposição, que apoiam a manifestação e a solicitação de reajuste dos servidores. A sessão chegou a ser suspensa por alguns minutos, mas depois os parlamentares criaram uma comissão para intermediar as discussões entre os servidores públicos e o Governo do Estado. Essa comissão será composta por cinco deputados, que irão ouvir as reivindicações dos servidores, através do Fórum dos Servidores Públicos de MS.

 

Ao final, os presidentes da Fetems, Roberto Botarelli, e do Sinpol, Giancarlo Miranda, usaram a tribuna representando o Fórum dos Servidores. Botarelli pediu informações sobre a renúncia fiscal porque há quatro anos não é publicado o volume dos benefícios fiscais do Estado. Já Giancarlo Miranda cobrou do Executivo o cumprimento dos acordos firmados desde 2014 e deixou claro que os deputados estaduais têm responsabilidade com essa situação. O sindicalista afirmou ainda que o produto do descaso é a união de todos os servidores públicos estaduais.

 

O Fórum vai continuar com as manifestações, de forma unificada. Algumas categorias, especialmente os professores, não descartam uma greve ainda este mês. O Sinterpa é uma das entidades sindicais que compõem o Fórum dos Servidores Públicos e está analisando com os demais sindicalistas as próximas ações.

 

 

Por: Assessoria de Imprensa do Sinterpa

Fotos: Assessorias da Assembleia e do Sinpol e Midiamax News

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W

Posts Sinterpa