Fórum emite comunicado sobre reajuste salarial dos servidores de MS

Durante reunião do Fórum dos Servidores Públicos de Mato Grosso do Sul, realizada no último dia 27 de julho, com a presença de diversos sindicatos, entre eles o Sinterpa, os coordenadores divulgaram a seguinte nota oficial:

 

Comunicado do Fórum dos Servidores acerca do reajuste salarial

 

O Fórum dos Servidores Públicos do Estado de Mato Grosso do Sul, mediante a proposta de reajuste de 2,94% ao funcionalismo estadual, vem a público expor e fazer as seguintes considerações:

 

O discurso da transparência e da valorização do serviço público mostrou-se apenas falsa promessa de campanha.

 

Em 2015 e 2016, o Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) não concedeu a Revisão Geral Anual aos servidores públicos do Estado. Fato que configurou na prática “Reajuste Zero”, posicionamento que vai de encontro com o artigo 37 da Constituição Federal, inciso X, deixando assim, a categoria sem reposição inflacionária neste período.

 

Em maio de 2017, novamente o Governo anunciou “Reajuste Zero”, diante da negativa em reunião e após grande mobilização dos Servidores Públicos, como por exemplo, manifestações na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e acampamento dos Policiais Civis em frente à Governadoria, a negociação foi reaberta com as lideranças sindicais com o objetivo de avançar nas tratativas de percentagem de reajuste salarial. Por fim, o Governo anunciou um frustrante percentual de 2,94% a ser aplicado a partir da folha de pagamento do mês de setembro.

 

Após diversas assembleias realizadas com as categorias, apesar de entenderem que o percentual apresentado está muito aquém das expectativas, em respeito a população sul-mato-grossense, os servidores públicos optaram por não realizarem a greve geral, desde que o índice anunciado seja extensivo a todas as categorias, sem diferenciação, e também que o Governo atenda de forma efetiva as demandas específicas em negociação.

 

Os coordenadores do Fórum dos Servidores Públicos destacam ainda a dificuldade no avanço devido à má gestão na administração dos recursos públicos, acompanhada de reiteradas denúncias de corrupção que envergonham o nosso Estado.

 

O Fórum dos Servidores Públicos ressalta ainda que o atual Governo Estadual foi o que mais recebeu verbas extras-orçamentárias, a exemplo dos R$ 1,4 bi dos depósitos judiciais. Dessa forma, fica claro que a sociedade sul-mato-grossense é a mais prejudicada por atos de um Governo de probidade questionável.

 

Portanto, a fim de se evitar que este cenário se perpetue, o Fórum dos Servidores Públicos convida a sociedade civil organizada para criação e composição do Fórum contra a Corrupção.

 

Fórum dos Servidores Públicos de Mato Grosso do Sul

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W

Posts Sinterpa