Com mais 17 estações, área produtiva de MS passa a ter cobertura agrometeorológica

 

Com a instalação de mais 17 estações meteorológicas, toda a área territorial de Mato Grosso do Sul ocupada com agricultura e pecuária passa a ter informações agrometeorológicas confiáveis. Essas informações vão substanciar medidas técnicas para otimizar as áreas ocupadas, adequar cultivares com as melhores épocas de plantio e aproveitar gradativamente as áreas inativas promovendo o incremento da produtividade agrícola.

 

As novas 17 estações meteorológicas estão sendo instaladas pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Produção e Agricultura Familiar) nos municípios de Ribas do Rio Pardo, Bonito, Bandeirantes, Camapuã, Pedro Gomes, Nova Alvorada do Sul, Itaporã, Fátima do Sul, Caarapó, Laguna Carapã, Aral Moreira, Iguatemi, Angélica, Nova Andradina, Santa Rita do Pardo, Brasilândia e Selvíria. Elas se somam a outras 28 estações do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) já em operação no Estado. A previsão é que até o fim de junho todas as 17 estações estejam instaladas e em pleno funcionamento.

 

Cada nova estação é equipada com barômetro (aparelho que mede a pressão atmosférica), higrômetro de ar e solo (umidade), anemômetro sônico (força e direção dos ventos), pluviômetro (quantidade de chuva), piranômetro (radiação solar), para-raios e um computador que vai transmitir todas essas informações diretamente ao INMET. Após serem formatadas, essas informações retornam ao CEMTEC/MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), onde os técnicos vão transformá-las em boletins com dados precisos sobre o clima e o tempo de cada região.

 

As novas estações meteorológicas vão auxiliar na gestão de tempo e clima em quase 100% do território sul-mato-grossense, assegura a coordenadora do CEMTEC/MS, Franciane Rodrigues.

 

“Isso significa que teremos informações mais precisas para repassar à população e, inclusive, acompanhar com mais precisão as situações de alertas emitidos pelos órgãos de Defesa Civil e Imasul”, comenta Franciane. Além disso, as novas estações possuem sensor de solo que permite o monitoramento agroclimático das regiões produtoras.

 

Fonte: Semagro

Fotos: Semagro

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W

Posts Sinterpa