Posts Sinterpa

Ônibus “Saladão” vai ampliar acesso da população aos produtos da agricultura familiar


Ônibus do projeto "Saladão" pretende, a partir de setembro, aproximar os cerca de 1,2 mil agricultores familiares dos consumidores em Campo Grande. A iniciativa foi lançada nessa quarta-feira (22), pela Prefeitura da Capital.


O Ônibus Saladão consiste em um veículo adaptado com gôndolas e umidificador de ar, com capacidade para armazenar mais de 300 kg de legumes, frutas e verduras produzidos pelos agricultores locais, e seguirá um roteiro para a comercialização destes alimentos por todo o município.


A proposta inicial prevê que esse veículo permaneça estacionado inicialmente as segundas, quartas e sextas-feiras na Praça do Peixe (Bom Pastor), proximidades da Igreja Perpétuo Socorro (Av. Afonso Pena, Bairro Amambai) e proximidades da Semed (Vila Margarida) oferecendo aos consumidores produtos diretamente do campo.


“Além de levar esses produtos de qualidade para a população, que já tem como rotina diária ou semanal frequentar as feiras ou o Ceasa na busca de bons alimentos, e agora terão mais opções, esse ônibus, junto com o caminhão refrigerado, vai permitir que os produtores locais tenham novas alternativas de escoar seus produtos”, justificou o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad.


“Ficamos muitos anos esquecidos pelo poder público e, apesar de trabalharmos com aquilo que gostamos, que é o plantio de alimentos saudáveis, muitas vezes nos sentimos desmotivados em continuar. Mas hoje estamos aqui para agradecer por esse olhar da prefeitura, que com a entrega desse ônibus e caminhão demonstra que está olhando por nós e que tem planos para melhorar as condições para que possamos trabalhar com mais dignidade e oportunidades”, disse o produtor rural Francisco João Ferreira, do Assentamento Conquista.


O ônibus Saladão será abastecido pelo caminhão refrigerado que possuí carga útil mínima de 2.500kg, equipado com um baú isotérmico com aparelho de refrigeração entre 0° a 10° C; oferecerá apoio logístico para as comunidades e associações rurais, auxiliando na distribuição da produção agrícola desenvolvida pelos pequenos agricultores.


Cada uma das 24 associações existentes na Capital tem recebido suporte técnico da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e Embrapa.


Fonte: Assessoria de Comunicação da PMCG

Fotos: Kleber Clajus/Campo Grande News

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W
Posts Recentes