Diretores do Sinterpa se reúnem com candidatos das Eleições 2018

14.09.2018

Cumprindo com a proposta de discutir e esclarecer as questões do setor agropecuário, especialmente da agricultura familiar, bem como das funções e propostas das categorias que representa, o Sinterpa vem realizando reuniões com candidatos a Governador, Senador, Deputados Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul.

 

Os encontros começaram na fase pré-eleitoral. O primeiro candidato a ser recebido pelo Conselho Diretor do Sinterpa foi o deputado estadual Enelvo Felini (PSDB), ex-presidente da Agraer, no dia 7 de agosto. O candidato à reeleição, que já conhece as demandas da agricultura familiar e da Agraer, expôs suas ideias e respondeu a questionamentos diversos.

 

Enelvo se comprometeu a trabalhar de maneira incessante para o fortalecimento da agricultura familiar e da Agraer e Semagro, com melhoria das condições de trabalho e por salários condizentes com a importância econômica e social do trabalho dos servidores.

 

Cerca de 20 pessoas do Conselho Diretor do Sinterpa participaram desta reunião. Na oportunidade, vários conselheiros fizeram um balanço positivo da atuação do deputado, inclusive quando era presidente da Agraer, e, voluntariamente, manifestaram apoio à campanha de reeleição do candidato. O parlamentar também se reuniu com o Sinterpa no dia 11 de setembro, junto com o Sigeasfi (Sindicato dos Gestores Estaduais Agropecuários, Agentes Fiscais Agropecuários, Agentes de Serviços Agropecuários e Auxiliares de Serviços Agropecuários).

 

Candidatos a Governador

No dia 9 de agosto, diretores do Sinterpa, com a presença do delegado regional de Campo Grande, Antonino Hipólito, receberam o candidato a governador Humberto Amaducci (PT). O candidato apresentou sua trajetória política, especialmente como prefeito de Mundo Novo, onde governou por duas vezes.

 

Entre as propostas apresentadas para o segmento, destaca-se: resgatar e fortalecer as instituições no sentido de promover o desenvolvimento econômico e social do Estado, sem descuidar das questões ambientais.

 

Os membros do Sinterpa levantaram vários questionamentos, muitos deles voltados aos erros do partido do candidato em governos estaduais e na presidência do Brasil por cerca de 15 anos. O candidato reforçou os pontos positivos desses governos, especialmente na redução das desigualdades sociais, e reconheceu erros, aos quais apontou como aprendizado para o futuro. Mas também deixou claro que, após seu partido deixar o governo federal, o País piorou.

 

A direção do Sinterpa também participou da reunião do Fórum dos Servidores com o candidato a governador, Junior Mochi, no dia 21 de agosto. Uma das reivindicações foi a retirada do projeto de lei que institui o regime de Previdência Complementar no Estado e propõe mudanças que podem prejudicar os servidores. Na ocasião, o candidato informou que já havia feito essa solicitação ao deputado estadual, José Carlos Barbosa (relator do projeto). Quanto às reivindicações específicas das categorias, o candidato solicitou apresentá-las aos formuladores de seu programa de governo. O candidato se comprometeu, caso eleito, a governar com total transparência, sempre ouvindo diretamente as reivindicações e propostas das entidades representativas do servidores, especialmente, do Fórum dos Servidores Públicos Estaduais.

 

Outro encontro importante ocorreu na última segunda-feira (10). Diversos diretores e delegados do Sinterpa, além de servidores da Agraer, se reuniram com o candidato a governador do Estado, Odilon de Oliveira (PDT), com a presença do candidato a deputado federal Odilon Junior (PDT), atual vereador de Campo Grande.

 

“A reunião foi importante e superou as expectativas, uma vez que, após expostas as ponderações e reivindicações do Sinterpa e servidores da Agraer, o candidato se mostrou altamente sensível e conhecedor das dificuldades dos agricultores familiares, assentados ou tradicionais, relatando sua infância e juventude como retirante nordestino, criado ‘na roça’ em assentamento no então Estado do Mato Grosso”, avaliou o presidente do Sinterpa, Edimilson Volpe.

 

O candidato, que é juiz federal aposentado, assumiu compromisso de fortalecer as atividades da Agraer e Semagro, e apresentou sua visão que é a de um Estado atuante, com instituições fortes e servidores valorizados para o atendimento do público em todas as áreas. Comprometeu-se ainda a recuperar os salários dos servidores na área agropecuária. O Sinterpa pleiteou como salário base o reestabelecimento do Salário Mínimo Profissional das categorias.

 

Odilon criticou o desmonte do serviço público, e tem como bandeira fundamental o combate à corrupção e ao crime organizado. Também expôs seu compromisso com a educação, ciência e tecnologia, saúde, dentre outros setores.

 

Na última quinta-feira (13), foi a vez de Marcelo Bluma (PV), candidato ao Governo do Estado, apresentar suas propostas e conhecer as demandas do Sinterpa e do Sigeasfi a respeito da valorização dos servidores (salário e condições de trabalho), bem como do fortalecimento institucional e, principalmente, da situação e das necessidades da agricultura familiar de Mato Grosso do Sul.

 

Bluma afirmou que está aberto às reivindicações, por considerar a importância econômica, social e ambiental do setor. Também solicitou novas reuniões com o Sinterpa para obter subsídios mais detalhados sobre o assunto. Acentuou que, como engenheiro e advogado, conhece a fundo as questões salarias das categorias.

 

Também no dia 13, o Sinterpa também participou do debate entre os candidatos ao governo do Estado, que foi organizado pela FETEMS e pelo Fórum do Servidores Públicos Estaduais. O Fórum entregou aos candidatos uma pauta de reivindicações de caráter geral, com sete propostas versando sobre: 1) Revisão Geral Anual de 2019 com correção salarial das perdas acumuladas a partir de 2015 (23,44%, segundo o DIEESE); 2) Incorporação do abono; 3) Revogação da Lei da Reforma da Previdência Estadual, recomposição do fundo previdenciário e adoção de gestão paritária entre servidores e governos; 4) Redução dos cargos comissionados e provimento garantido de 50% do restante com servidores de carreira; 5) Fim da terceirização no serviço público com realização de concurso para recomposição do quadro de servidores; 6) Substituir a atual junta médica por peritos médicos concursados e equipe multidisciplinar; 7) Política de valorização salarial, contando com a criação de comissão técnica bipartite igualitária para diálogo permanente, atendimento às demandas específicas de cada carreira e ratificação da Convenção 151 da OIT.

 

Senado

No dia 10 de agosto, o presidente do Sinterpa, Edimilson Volpe, reuniu-se com o candidato a senador Nelson Trad Filho (PTB). Na ocasião, o ex-prefeito de Campo Grande expôs seu trabalho com a agricultura familiar, especialmente nas áreas de assistência técnica, fomento e comercialização dos produtos destinados ao abastecimento da capital.

 

Nelson Trad disse que uma marca dos dois mandatos como prefeito foi o trabalho de incentivo à agricultura orgânica, inclusive com a criação de feiras para os produtores comercializarem os produtos diretamente junto aos consumidores, bem como da criação de feira de produtos orgânicos, além da aquisição e manutenção de uma feira itinerante pela cidade, instalada dentro de um ônibus.

 

Segundo o presidente do Sinterpa, Edimilson Volpe, as reuniões com os candidatos vão continuar, e que ainda não foi agendado encontro como o atual governador e candidato à reeleição Reinaldo Azambuja, mas uma data já vem sendo solicitada há cerca de dois meses.

 

Texto e fotos: Sinterpa

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W

Posts Sinterpa