Programa Ater Digital busca ampliar acesso à assistência técnica rural

14.10.2020

O Programa Ater Digital visa derrubar barreiras geográficas e ampliar o acesso do agricultor à assistência técnica, por meio de novas ferramentas. A iniciativa é do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e foi lançada no dia 8 de outubro.

 

A meta é aumentar de 18,2% para 50% até 2030 o percentual de agricultores atendidos por algum tipo de assistência técnica rural no Brasil. De acordo com o Mapa, o programa prevê a integração das ações de assistência técnica presencial e digital e a capacitação dos extensionistas. Serão destinados, inicialmente, R$ 40 milhões para o Ater Digital.

 

O acesso à assistência técnica melhora a qualidade de vida dos agricultores familiares, por meio do aperfeiçoamento dos sistemas de produção e de mecanismo de acesso a recursos, serviços e renda, de forma sustentável.

 

O programa Ater Digital tem como base cinco pilares estratégicos:

 

- Organização e intercâmbio de informações e conhecimentos, em parceria, por exemplo, com a Embrapa e as universidades;

 

- Modernização da infraestrutura de tecnologia de Informação;

 

- Compartilhamento de sistemas aplicativos entre Estados e associações;

 

- Capacitação dos extensionistas, para que possam ter o novo perfil profissional tecnológico;

 

- Organização de informação e gestão tecnológica.

 

Um seminário online vai discutir esses pilares do programa no dia 18 de novembro, com a participação de representantes de todo o país.

 

Fases

Na primeira fase do programa, que ocorrerá nos anos 2020 e 2022, serão desenvolvidos cinco projetos específicos, entre os quais está a elaboração de um portal para possibilitar o compartilhamento de informações e conhecimentos sobre pesquisa e extensão nas áreas agrícolas demandadas pelos produtores rurais.

 

Outros dois projetos terão foco na modernização da infraestrutura de Tecnologia de Informação (TI) das instituições públicas estaduais de Ater e no desenvolvimento de sistemas/aplicativos que promovam a melhoria da produtividade, da qualidade dos produtos agrícolas e a otimização de recursos.

 

O Ater Digital atuará ainda na capacitação dos extensionistas das Entidades de Ater Públicas para utilização dos recursos móveis de TI e também na implementação de 10 Hubs Pilotos de Informação e Gestão Tecnológica para Agricultura Familiar com o propósito de melhorar a interação entre pesquisa e extensão rural/assistência técnica.

 

Eficiência

Estudo feito pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), em 2017, apontava que os serviços oficiais de extensão rural contavam com 12.766 extensionistas, enquanto o número de estabelecimentos agrícolas ultrapassava 5 milhões, de acordo com Censo Agropecuário IBGE 2017. Desses, 3,9 milhões foram classificados como da agricultura familiar.

 

Segundo o IBGE, somente 18,2% dos agricultores familiares brasileiros têm acesso aos serviços de Ater. Essa porcentagem varia consideravelmente conforme a região: 48,9% no Sul, 24,5% no Sudeste, 16,4% no Centro-Oeste, 8,8% no Norte e 7,3% no Nordeste.

 

Com informações do Mapa

Foto: Jcomp/Freepik

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W

Posts Sinterpa