Posts Sinterpa

Piscicultura cresce no município de Aral Moreira com apoio da Agraer


Para melhorar a produtividade, a lucratividade e aperfeiçoar o conhecimento sobre piscicultura, a família da senhora Iracilda Gonçalves Ferreira, moradora no Assentamento Santa Catarina, procurou, em fevereiro deste ano, o escritório da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), em Aral Moreira, para receber assistência técnica.


O técnico agropecuário, José dos Santos Bóia, que atua no escritório da Agraer na cidade, iniciou os trabalhos com a orientação em relação à calagem e à adubação dos tanques escavados na propriedade e presta assistência à família com o acompanhamento mensal, desde a etapa de implantação dos reservatórios até a futura comercialização dos peixes.

A produção em Aral Moreira ainda é pequena quando comparada com outras regiões de Mato Grosso Sul que investem na piscicultura. Porém, a expectativa da equipe da Agraer é de um aumento de piscicultores, principalmente no cultivo da tilápia, que será possível com o planejamento e a assistência técnica oferecidos pela Agraer e o apoio que já existe da prefeitura.


“A nossa regional tem um potencial incrível para piscicultura tanto em Aral Moreira como em outros municípios e a Agraer está fomentando o setor, disponibilizando o apoio técnico com orientação para o licenciamento dos tanques e plano de produção. Estamos no campo para auxiliar o produtor nessa atividade que está crescendo na região sul e de fronteira”, pontua Antonio Carlos Peixoto de Oliveira, Coordenador Regional de Ponta Porã.


Conforme os dados de 2021 do Anuário Brasileiro de Pesca, elaborado pela Associação Brasileira de Piscicultura, o Estado se encontra na oitava posição de produção de peixes com 37.400 toneladas por ano de pescado.


Texto: Igor Moura (Assessoria de Comunicação da Agraer) e José dos Santos Bóia (Técnico agropecuário da Agraer de Aral Moreira)

Fotos: Escritório da Agraer de Aral Moreira