Posts Sinterpa

MS adere a sistema que analisa de forma automatizada os dados do CAR


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou o AnalisaCAR, uma ferramenta que vai permitir a análise dos dados declarados no Cadastro Ambiental Rural (CAR) de forma automatizada por parte dos Estados. Mato Grosso do Sul já aderiu ao sistema e assina o acordo de cooperação técnica nos próximos dias.


O AnalisaCAR utiliza tecnologias de sensoriamento remoto e pode processar a análise de milhares de cadastros simultaneamente. A análise dos dados declarados no CAR é fundamental para a implantação efetiva do Código Florestal Brasileiro. Com a análise manual feita por equipe técnica, cerca de 3% dos cadastros da base do Sicar passaram por algum tipo de análise.


A partir da análise, os produtores rurais que estiverem com déficit de vegetação poderão iniciar a regularização ambiental de seus imóveis e aqueles que tiverem excedentes de vegetação poderão acessar os benefícios da conservação ambiental, como as Cotas de Reserva Ambiental e outras modalidades de Pagamentos por Serviços Ambientais.


Titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o secretário Jaime Verruck destaca que a legislação estadual está bem avançada e a ferramenta garante agilidade que resulta na regularidade ambiental das propriedades rurais e a preservação ambiental.


“Além da regularidade ao produtor, a ferramenta traz benefícios sobre a preservação e conservação. A gente avança muito na lógica de desenvolvimento sustentável para o Estado. O AnalisaCAR é a ferramenta fundamental para finalizar o processo de análise do CAR e consequentemente avançar mais rápido no PRA (Programa de Regularização Ambiental) e assim, cumprir o Código Florestal Brasileiro”, destaca.


A ministra Tereza Cristina lembrou que a implementação efetiva do Código Florestal irá contribuir para que o crescimento da produção agrícola ocorra em sinergia com a conservação ambiental. “Com o avanço do Código Florestal, mudaremos o paradigma agroambiental de nosso país. Nossa agricultura será reconhecida como exemplo de sustentabilidade, sendo um diferencial competitivo a nível internacional. Traremos segurança jurídica ao produtor rural brasileiro. E garantiremos a proteção ao meio ambiente, avançando também em agendas importantes como a recuperação florestal e os pagamentos por serviços ambientais".


Fonte: Assessoria Comunicação Semagro/Priscilla Peres com informações do MAPA

Foto: Andrea Candraja/Pixabay

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W
Posts Recentes