Posts Sinterpa

Extensionista rural: profissional que transforma a vida no campo


Colocar o pé na estrada, chegar na propriedade rural e encarar todos os dias um desafio diferente. Esse é o cotidiano de um extensionista rural. É o profissional que acolhe as dúvidas e dificuldades do pequeno produtor.


Com dedicação e conhecimento, o extensionista rural auxilia o agricultor familiar a superar limitações de recursos e estrutura, facilitando o acesso ao crédito, promovendo capacitação e garantindo a assistência técnica necessária. Um trabalho que transforma a vida da população do campo e contribui para o desenvolvimento do Estado.


Neste dia 6 de dezembro, em que é celebrado o Dia Nacional do Extensionista Rural, o presidente do Sinterpa, Washington Willeman, ressalta a importância desses profissionais.


“O trabalho da extensão rural é fundamental para apoiar, orientar, sobretudo o pequeno agricultor, promover o desenvolvimento das pequenas e médias propriedades com novas tecnologias e fazer com que a propriedade seja viável economicamente”.


A importância do extensionista rural também é destacada pelo diretor-presidente da Agraer, André Nogueira Borges.


“O extensionista é sempre o ponto de apoio do agricultor, ele tira todas as dúvidas, desde a parte da extensão, da assistência técnica propriamente dita, como também os assuntos relacionados à regularização da documentação, regularização do lote, a parte social. O extensionista é fundamental para o agricultor familiar”, avalia.


Em Mato Grosso do Sul, são 246 extensionistas que atuam para o aprimoramento da agricultura familiar, melhoria da renda do pequeno agricultor, proteção ao meio ambiente por meio do uso de técnicas sustentáveis, transferência do conhecimento científico para o campo com as oficinas, cursos e capacitações e também inovação com o uso de novas tecnologias.


De acordo com o presidente do Sinterpa, outra contribuição dos extensionistas é estímulo ao desenvolvimento e crescimento da população rural.


“Também é importante o extensionista incentivar, mostrar para a juventude do campo a importância da atividade agrícola para o país, para o estado, e incentivar que eles continuem na atividade do campo, nós tivemos um êxito muito grande nos últimos anos e hoje faz parte da extensão rural fazer esse trabalho também de incentivar a juventude para que permaneça no meio rural”, afirma Washington Willeman.


O Dia Nacional do Extensionista Rural foi instituído em 1948 pelo governo federal como forma de homenagear e reconhecer a importância desses profissionais. A data 6 de dezembro faz alusão à criação da primeira instituição de extensão rural do Brasil, a Associação de Crédito e Assistência Rural (Acar), que hoje é a Emater-MG.


Por: Assessoria de Comunicação do Sinterpa

Foto: Freepik

Siga
  • Facebook B&W
  • Google+ B&W
Posts Recentes